Usina Itajobi pede recuperação judicial

Por Valor Econômico

SÃO PAULO – A Usina Itajobi Açúcar e Álcool, localizada no município paulista de Marapoama, próximo a Catanduva, entrou ontem com pedido de recuperação judicial. O processo corre na Comarca de Itajobi e será analisado pela juíza Marina Miranda Belotti Hasmann. Com uma dívida ao redor de R$ 230 milhões, a empresa, que começou a operar em 1982, alega que a crise enfrentada pelo segmento de açúcar e etanol entre 2007 e 2010 foi o principal fator gerador da incapacidade de horar os compromissos financeiros. A usina fatura atualmente R$ 270 milhões por ano. Segundo o advogado responsável pela recuperação judicial, Julio Mandel, do escritório Mandel Associados, a maior parte da dívida é com os bancos Santander (R$ 50 milhões), BBM (R$ 26 milhões) e BTG Pactual (R$ 23 milhões).

“O que antecipou o pedido [de recuperação] foi a postura do banco BTG, que não quis alongar a dívida e parou de negociar”, afirmou Mandel ao Valor. Mandel explica que ainda não foi possível organizar uma lista detalhada de credores. Assim, não há dados de qual o valor da dívida que tem garantia real e quanto não tem. Foi pedido um prazo adicional de 15 dias para anexar os documentos com mais informações ao processo.

A consultoria Exm Partners está assessorando a Itajobi na negociação das dívidas. O pedido de recuperação inclui, além dos negócios da Usina Itajobi Açúcar e Álcool, os da Pastoril São Pedro, da AMSV Administração e Participações e da FCA Administração e Participações – encarregadas da gestão do patrimônio imobiliário do grupo. Todas são controladas por Mário Salles Vanni e Leda Zancaner Salles.

O pedido de recuperação afirma que as empresas estão “sob único controle e sob a mesma estrutura societária”. O pedido de recuperação, conta o advogado do caso, vem como forma de reestruturação financeira. Contudo, a venda da usina sucoralcooleira não está descartada.

“É bem-vinda”, disse. Atualmente, a capacidade de produção da Itajobi é de 14 mil sacas de açúcar para exportação (VHP) por dia e de 560 litros diários de etanol. De acordo com o último balanço disponibilizado no “Diário Oficial de São Paulo”, a usina apresentou lucro líquido de R$ 1,7 milhão no exercício fiscal encerrado em março de 2017, uma recuperação ante o prejuízo líquido de R$ 14,1 milhões de um ano antes.

Ao fim do ano fiscal 2016/17, o faturamento da usina somava R$ 246,4 milhões, avanço de 9% ante a safra 2015/16.

9 comentários

  1. This design is wicked! You obviously know how to keep a reader entertained. Between your wit and your videos, I was almost moved to start my own blog (well, almost…HaHa!) Great job. I really enjoyed what you had to say, and more than that, how you presented it. Too cool!

  2. I just want to mention I’m all new to blogging and site-building and really savored your blog. Almost certainly I’m likely to bookmark your site . You really come with fabulous posts. With thanks for sharing with us your webpage.

  3. Hello there, just became aware of your blog through Google, and found that it is really informative.

    I am gonna watch out for brussels. I’ll be grateful if you
    continue this in future. Many people will be benefited from
    your writing. Cheers!

  4. I simply want to say I am just new to blogging and site-building and absolutely loved this page. Likely I’m likely to bookmark your blog post . You really come with fantastic posts. Thank you for revealing your blog site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.