Batalha judicial que obriga Starbucks a manter abertas lojas perto da falência chega ao fim

Por Info Money

SÃO PAULO – O Starbucks conseguiu reverter a decisão judicial que mantinha abertas lojas Teavana próximas à falência, de acordo com o New York Post. Em novembro, um tribunal havia definido que 77 lojas da rede de chás deveriam continuar funcionando em shoppings do Simon Property Group, maior operador de shoppings dos EUA.

Na época da decisão favorável à rede de shoppings, a Justiça entendeu que o Starbucks tinha condições de manter as lojas – e que o fechamento das mesmas implicaria em prejuízo para os shoppings, que já passam por dificuldades no país em tempos de avanço do comércio eletrônico. O Starbucks entrou com recurso em dezembro.

Apenas o fato de esse recurso ter sido aceito é algo incomum no país. A empresa conseguiu que seu pedido passasse por cima de uma corte intermediária responsável por recursos chamada Coutr of Appeals, algo que só ocorre em emergências.

Antes desse recurso chegar aos tribunais, entretanto, as duas empresas entraram em um acordo, cujos termos não foram divulgados. O Starbucks apenas confirmou que houve comum acordo, enquanto o Simon não respondeu à mídia até agora.

Aparentemente, o acordo foi positivo para o Starbucks: ao menos duas lojas Teavana em shoppings desse grupo confirmaram ao Post que serão fechadas neste mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *