Avianca Holdings suspende projeto de fusão com brasileira

Por Valor Econômico

A Avianca Holdings, da Colômbia, suspendeu a diligência que visava uma possível fusão com a Avianca Brasil, que está em recuperação judicial. As duas são empresas independentes, embora ambas sejam controladas pela família Efromovich. A companhia colombiana informou ainda que vai se desfazer de dez aeronaves da Embraer modelo 190 como parte do projeto de longo prazo de eliminar de sua frota aviões da fabricante brasileira. Além disso, contratou três bancos de investimento globais para gerenciar seus passivos com vencimento em 2020.

A Avianca Holdings destacou que passa por um processo de transformação baseado em seis pilares: ajuste do plano de frota, melhoria da eficiência operacional, alienação de certos ativos não essenciais, fortalecimento dos lucros operacionais e da estrutura de capital e revisão das prioridades de investimentos.

No quarto trimestre, a Avianca Holdings registrou um lucro líquido de US$ 19,3 milhões, um aumento de 31% quando comparado ao mesmo período de 2017. A receita operacional subiu 15,3% para US$ 1,2 bilhão no último trimestre do ano. O número de passageiros aumentou 18,8% para 7,8 milhões.

O lucro antes de impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) avançou 40,3% para US$ 285 milhões. A margem do respectivo indicador subiu 3,93 pontos para 22,1%.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.