Por

Evento promovido pela ACIRP em parceria com o Escritório Brasil Salomão e Matthes Advocacia e a EXM Partners acontece na próxima sexta-feira (19 de julho), a partir das 8h30, no auditório da ACIRP em Ribeirão Preto. Programação gratuita é direcionada para empresários, produtores rurais, executivos das áreas financeira, administrativa e contábil-financeira, consultores em gestão e operadores do direito

Ribeirão Preto (SP), 15 de julho de 2019 – No próximo dia 19 de julho (sexta-feira), a partir das 8h30, Ribeirão Preto sedia o “Seminário Reestruturação Empresarial  e Gestão de Crise”. O evento reúne uma programação com dois painéis temáticos e contará com a presença do juiz Daniel Carnio Costa; dos advogados Henrique Furquim Paiva e Fernando Henrique Machado Mazzo (sócios de Brasil Salomão e Matthes Advocacia), e, do fundador da EXM Partners, Angelo Guerra Neto, como expositores.

O encontro será realizado no Auditório Amin Antônio Calil da ACIRP (Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto), que fica na Rua Visconde de Inhaúma, 489, no centro da cidade.
Os organizadores do seminário visam orientar empresários e executivos sobre os principais aspectos da reestruturação empresarial e da gestão de crise e para que obtenham informações úteis para a definição de estratégias para enfrentar momentos de dificuldades oriundas do ambiente econômico e institucional brasileiro.

A programação é direcionada para empresários, produtores rurais, executivos das áreas financeira, administrativa e contábil-financeira, consultores em gestão e operadores do direito.
O primeiro painel traz o tema central do seminário “Reestruturação Empresarial e Gestão de Crise”, com os palestrantes Fernando Henrique Machado Mazzo e Angelo Guerra Netto (EXM Partners) e o mediador Henrique Furquim Paiva.

O objetivo é abordar desde os aspectos gerais que envolvem a identificação da crise até a negociação e aprovação do plano de turnaround em assembleia de credores, apresentando as bases legais e os instrumentos jurídico-financeiros para uma boa condução e acompanhamento de cada etapa.  Também serão analisadas as causas da crise, reestruturação da dívida e do negócio, plano estratégico e cases.
Segundo o advogado Fernando Henrique Machado Mazzo, o Brasil atravessa uma das piores crises econômicas de sua história, que atinge os mais diversos níveis do mercado e determina mudanças significativas na postura dos negócios. O advogado alerta que as empresas são as primeiras a sentir os abalos dessa crise, com a queda no faturamento, linhas de créditos mais caras, perda de subsídios, entre outros pontos peculiares a cada atividade empresarial. “Assim como na medicina, é preciso analisar os sintomas, identificar as causas e traçar o melhor diagnóstico para superação da situação de crise econômico-financeira da empresa”, explica.
O advogado Henrique Furquim Paiva esclarece que para cada caso, uma medida judicial ou extrajudicial deve ser traçada, seja na reestruturação da empresa, seja na gestão de sua crise.
A Lei 11.101/2005, que dispõe sobre a Recuperação Judicial e Extrajudicial do empresário e da sociedade empresária, será enfatizada no debate. Ela reconhece a importância da atividade empresarial e apresenta mecanismos minimizadores dos impactos da crise, buscando sanear a situação financeira da empresa. “Seu objetivo é permitir a manutenção da fonte produtora, o emprego dos trabalhadores e, principalmente, a preservação da empresa”, completa Furquim Paiva.
O segundo painel tratará da “Lógica Econômica da Recuperação Judicial”, com o renomado juiz Daniel Carnio Costa. A palestra tratará da lógica econômica da recuperação judicial e pretende esclarecer como essa ferramenta de ajuda às empresas para superação de crises econômicas evoluiu no tempo e quais são os seus reais objetivos.

O juiz mostrará a lógica da negociação dos credores com a devedora e dos valores que são tutelados pelo sistema de insolvência brasileiro.